Johann Sebastian Bach – Música para Orquestra – 1

A obra de JS Bach para orquestra não é numerosa, mas é de expecional qualidade e originalidade. Contitui-se das 4 suítes (aberturas) para orquestra e dos 6 Concertos de Brandemburgo. As suítes para orquestra foram todas presumivelmente compostas quando JS Bach já se encontrava em Leipzig, embora a suíte de número 4 possa ter sido composta anteriormente, quando o compositor ainda se encontrava em Cöthen. Já todos os concertos de Brandemburgo foram compostos quando JS Bach ainda estava em Cöthen.

As quatro suítes orquestrais BWV 1066–1069 (também chamadas de aberturas pelo próprio autor), são quatro suítes de Johann Sebastian Bach. Foram concebidas no estilo de uma “abertura francesa”: uma abertura grandiosa em ritmo relativamente lento, em seguida rápido, finalizada pela retomada do tema inicial. Este gênero musical era muito popular na Alemanha durante a época de Bach, mas o próprio compositor escreveu somente 4 para orquestra e 6 para violoncelo.

Aqui incluímos a Suite No. 2 em Si menor, BWV 1067.

No que se refere aos Concertos de Brandemburgo, estes não são concertos propriamente ditos, uma vez que não incluem um instrumento solo. A exceção é o Concerto de Brandemburgo no. 5, que quase pode ser considerado um concerto para cravo, uma vez que em vários momentos da peça este seja predominante, especialmente no 1º movimento. Por isso, o Concerto de Brandemburgo no. 5 de JS Bach é considerado o primeiro concerto para teclado jamais escrito.

A integral dos 6 Concertos para Brandemburgo é apresentada a seguir por Karl Richter, em uma gravação magistral de 1970.

Autor: Roberto G. S. Berlinck

Professor do Instituto de Química de São Carlos, USP